Conheça o Projeto Circolar 2024

O objetivo do Circolar é contribuir para o fortalecimento da identidade das comunidades tradicionais e territórios populares presentes no município de Itaguaí

Sobre Nós

A Turma em cena atua estimulando a criatividade de cada um de forma envolvente, irreverente e responsável com a abordagem de preparar pessoas na alegria, objetivando a valorização da vida e atitudes conscientes, multiplicando esses valores com a oportunidade de criar ações transformadoras e o fazer diferenciado.

Empresa criada pelo carioca, Adriano Sampaio Evangelista, o Palhaço Didi, diretor da Turma em Cena, gestor da “Casa do Palhaço”, em Itaguaí, e graduando em Licenciatura em Gestão e Empreendedorismo.

O grupo atua desde o ano 2000, desenvolvendo e aprimorando um estilo artístico original, com circo-teatro, teatro empresa, palhaçaria, acrobacias, mágicas, malabares, pernas de paus, musicais, oficinas e brincadeiras adaptáveis a todas idades e locais.

O Projeto Circolar

Depois do sucesso em 2023, o projeto CIRCOLAR, que tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, está de volta e vai levar o seu espetáculo gratuito de arte circense e música para seis comunidades de Itaguaí até o fim deste ano. Como novidade, o projeto traz as rodas de conversa com o tema “História e Identidade Territorial” para as comunidades e seu entorno, com a mediação da consultora histórica e pedagógica, Mirian Bondim.

Outra novidade é a confecção de murais inspirados no cotidiano de cada localidade visitada no circuito. Quem está à frente da produção do muralismo é a artista plástica Letícia Mozo, que vai se basear também nas rodas de conversas que serão feitas na primeira visita à comunidade. Depois de prontos, os murais serão “inaugurados” com a apresentação do espetáculo circense e musical do Circolar.

Um dos objetivos do Circolar neste ano é trabalhar a inclusão de pessoas com deficiência nas ações do projeto, com tradução em Libras e audiodescrição. A identificação das pessoas com deficiência é feita através de visitas e contatos com escolas, CRAS e projetos, dirigidas pela assistente social e consultora do projeto, Marluce Brandão.

 

O Circolar é um projeto de circulação, que visa contribuir para o fortalecimento da identidade das comunidades tradicionais e territórios populares (culturas populares e urbanas) presentes no município de Itaguaí. A proposta é atender um público que se encontra em área de difícil acesso à cultura e ou bens culturais e com dificuldades de acesso à internet.

 

O projeto é uma produção do Grupo Circo Turma Em Cena, idealizado pelo produtor cultural Adriano Didi e que desde o ano 2000 desenvolve e aprimora um estilo artístico original com produções cênicas, audiovisual, circo-teatro, palhaçaria, acrobacias, mágicas, malabares, pernas de paus, teatro de bonecos, musicais, oficinas e brincadeiras que podem se adaptar a todas as idades e todos os locais.

Patuvê e Didi no Caminho da Independencia

A peça “Didi e Patuvê, Perdidos no Caminho da Independência”, que conta com interação da plateia, vai passar pelas comunidades tradicionais de Itaguaí, Mangaratiba, Rio Claro e Piraí.

As escolas públicas do entorno das comunidades tradicionais da Costa Verde vão receber o espetáculo “Didi e Patuvê, Perdidos no Caminho da Independência”, que celebra os 200 anos da Independência do Brasil e é incentivado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Edital do Retomada Cultural 2 da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa. A peça, que é gratuita, será apresentada em escolas e ou nas comunidades durante os mese de setembro e outubro de 2022.

Com o objetivo de realizar intervenções cênicas e recreativas em comunidades tradicionais de Itaguaí, Mangaratiba, Piraí e Rio Claro, através da arte da palhaçaria, os artistas Lisane Irala, a Palhaça Patuvê, e Adriano Sampaio Evangelista, o Palhaço Didi, prometem narrar, de forma crítica e lúdica, os principais fatos ocorridos no caminho real, percorrido por Dom Pedro rumo ao Ipiranga, e os principais fatores econômicos, sociais, culturais e políticos que promoveram a Independência do Brasil. “O projeto ‘Didi e Patuvê, Perdidos no Caminho da Independência” vem com a proposta de colocar o público infantil no cenário cultural da época em que ocorreu a Independência do Brasil, inserindo-os, de forma bem lúdica, na caminhada de Dom Pedro I, rumo ao Ipiranga. O projeto buscará assim, por meio da palhaçaria, despertar o olhar do público-alvo, sobre as diferenças ocorridas no tempo e no espaço, destacando o modo de vida da sociedade de 1822”, conta a Consultora Histórica doprojeto “Didi e Patuvê, Perdidos no Caminho da Independência”, Mirian Bondim.

As ações da dupla de palhaços são divididas em dois dias, sendo o primeiro um momento de brincadeiras e convivência com os personagens, além de ser um convite para o espetáculo. Já no segundo dia, Didi e Patuvê realizam a apresentação da peça teatral
interativa, onde a plateia também interpreta os personagens e decide o rumo das cenas junto com os palhaços aventureiros.

Notícias

Fique por dentro das ultimas novidades e eventos que participamos.

Circolar seleciona artistas para a equipe 2023

Com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, o projeto vai levar espetáculos gratuitos de arte circense e de música, além de promover rodas de conversa sobre conhecimento territorial e planejamento de carreira profissional nas diversas áreas ligadas à cultura

Leia mais

Nossos trabalhos anteriores

Turma em Cena na Mídia

Clientes e Parceiros

Casa do Palhaço

Casa do Palhaço

R. Saldanha da Gama s/n, Qd 116, Lt 43
Vila Ibirapitanga, Itaguaí – RJ
CEP 23812-060

Telefone

(21) 96463-1454

E-mail

didi@turmaemcena.org